Crise de identidade – Wellington Sousa

Publicado: 27 , novembro , 2011 , domingo em Minha história

Wellington Sousa, 25 anos, professor de Economia, quando criança era levado pela irmã à igreja. Ali, ouviu falar sobre Cristo pela primeira vez. Teve uma adolescência turbulenta, crise de identidade… mas foi nesse período que teve sua vida modificada.

Há quanto tempo você é cristão?­­

Apesar de frequentar a igreja desde criança, vim conhecer Jesus mesmo há uns 10 anos aproximadamente.

Como foi conhecer a Jesus?­­

Como já ia na igreja, eu o conhecia. Mas chegou um tempo em que entendo que ele me atraiu. Comecei a ser tocado por Ele nos cultos e passei a entrar no meu quarto e passava tempo louvando no meu teclado, e a presença de Deus vinha de forma especial. Passei a ter fome da Palavra e de compartilhar aquilo com as pessoas. Realmente, eu não queria mais o pecado na minha vida.

Conhecer Jesus marcou para sempre a minha vida! Não imagino minha vida sem Jesus! Na verdade, ela perde todo o sentido!

Nesse tempo que você é cristão, quais foram suas maiores lutas?­­

A minha adolescência foi marcada por vícios na área sexual, tais como pornografia, masturbação. Cheguei a me envolver com outros garotos. Minha mente se tornou suja e minha identidade ficou fragilizada. A minha maior luta foi entender quem eu sou em Cristo e com isso, me posicionar, me reeducar, crer e substituir as mentiras do diabo pelas verdades de Deus. Tem sido uma aventura e tanto ao lado do Meu Pai. Conhecer as verdades Dele pra mim e vivê-las! Pecado nunca mais!

Conhecer a Ele, Ser tranformado pelo Seu Amor e Sua Presença, Viver Suas verdades, foi e tem sido a maior aventura da minha vida!

Como se libertar disso tudo?­­

Infelizmente, é um um problema mais comum do que pensamos. Só existe um caminho: Relacionamento com Deus!

Você era um filho bonzinho? obediente? ou respondão, mentiroso?­­

Obediente sim. Um bom filho, mas confesso que quando eu era criança mentia muito. Eu sou filho adotivo.

O fato de você ser filho adotivo interferiu em alguma coisa na sua vida?­­

Isso é uma longa história… acho que dava uma outra entrevista… mas basicamente, fui criado pela minha avó (mãe adotiva) e minha tia. O meu relacionamento com meu pai biológico era de irmão e distante. Meu avô (meu pai adotivo) morava em outro estado. Cresci basicamente sem referências masculinas em casa, e ao lado de mulheres fortes. Isso trouxe complicações para o desenvolvimento da minha identidade. Na Minha caminhada com Deus, Ele tem restituído e redimido a minha história. Hoje, Deus tem restaurado o meu relacionamento com meu pai biológico. Tem sido uma experiência benção demais!

Atualmente, você tem se dedicado às missões. Como tem sido essa experiência?­

Bem, tenho servido na minha igreja local trabalhando com jovens e também fiz algumas viagens com equipes de Jocum. Tem sido um tempo de amadurecimento, e compartilhar do Amor de Deus! Estou me preparando para servir a Deus em tempo integral.­

Editado por Luciana Almeida

Anúncios
comentários
  1. Thaise Leal disse:

    Que legal essa entrevista! É muito bom ver as transformações geradas a partir de nosso relacionamento com Deus….
    Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s