Agora é para fazer a diferença – Liliana Figueiredo

Publicado: 30 , outubro , 2011 , domingo em Minha história

Em meios a muita confusão na família, que estava totalmente desestruturada e infeliz, a estudante Liliana Figueiredo,21 anos, encontrou na viagem para Belém, a oportunidade de “respirar”, de mudar sua história. Se, hoje, tiver que voltar para Macapá, onde moram seus pais e suas irmãs, afirma que não terá medo, mas fará a diferença, porque já não é mais a mesma pessoa.

Há quanto tempo você é cristã?

Desde criança, meus pais me levam pra igreja e tal,mas foi há três anos que eu tomei a decisão,me batizei,deixei o meu eu para vicer pra Cristo.

Como aconteceu?

Foi no acampamento Palavra da Vida. Era a minha primeira vez em um acampamento. Lá, eu entendi o sacrifício de Jesus, entendi que tinha perdão para o meu pecado. Não dava pra ser cristã apenas na igreja. A partir daí, comecei a buscar mais o Senhor e Ele foi me aperfeiçoando!

Como era sua vida antes desse momento com Deus, no acampamento?

Eu era muito egoísta,tudo o que eu fizesse tinha que me beneficiar de alguma forma. Eu usava roupas para mostrar que era bonita, pra chamar mesmo a atenção dos garotos que eu gostava. Eu odiava boates,mas ia porque todos estavam lá, bebia para que vissem que eu era um deles,eu fazia tudo para ser aceita num grupo de gente popular,sabe?

E nesse meio tempo, o que você sentia?

Quando eu estava em casa sozinha,sem máscara,eu era eu mesma. Ouvia músicas que me deprimiam como Simple Plan,Evenescence. Daí, vinha o famoso vazio. Me questionava “quem sou eu?”,”onde esta Deus?”. Eu tinha MUITOS amigos,claro né? eu tinha dinheiro,mas nada fazia sentido. Eu tinha problemas na minha família, papai batia na mamãe, a traía com parentes, amigas próximas. Eu achava que Deus estava sendo injusto comigo. Tudo isso me motivava a continuar na minha vidinha, já que eu não sabia como resolver o que se passava na minha casa.

O acampamento foi em Belém, e essas situações foram em Macapá…. como você veio morar aqui?

O acampamento foi aqui em Belém. Eu não suportava mais viver assim. Meus pais se separaram,mamãe virou vida louca. Ela saia todas as noites para boates,cansei de ver a mamãe caída em casa porre, toda suja de vômito, destruída. Como eu sou a irmã mais velha, tinha que segurar as pontas, ser forte.

Mamãe levava homens pra casa, e eu tinha medo do que eles podiam fazer comigo ou com minhas irmãs. Passamos a dormir nós três no meu quarto com a porta trancada. Daí, meu pai me ligou uma vez e perguntou se eu queria morar em Belem com minha avó,que morava sozinha. Aceitei na hora. Vim no final de 2007 pra cá.

Como foram os primeiros dias aqui? e como ficou a situação por lá?

Com muita dor no coração, porque minha irmãs iam ficar só. EU CHORAVA TODA NOITE,me sentia uma estranha aqui, ligava toda hora pras minhas irmãs.Teve um dia que elas me ligaram desesperadas pedindo pra eu voltar. A mamãe estava trancada no quarto dela com o namorado, parecia que ele estava batendo nela. Eu quase morro nesse dia de preocupação, não podia fazer nada, pois estava longe.

O que aconteceu?

Apenas orei no telefone com elas. Todos lembram de Deus em uma situação dessas. Desliguei e comecei a pensar em voltar pra Macapá. Deus não deixou, minha avó adoeceu no inicio de 2008,eu não podia deixá-la sozinha,ela estava com câncer no pulmão. Ela pedia pra eu ficar. Imagine como eu fiquei emocionalmente. Em junho do mesmo ano, ela veio a falecer, então pensei: “está na hora de ir pra casa”. O meu tio, pai da Mariah foi lá em casa e disse “olha, eu perdi uma mãe, mas Deus me deu uma filha”. Ele pediu pra eu ir morar com ele. Não sei como, eu aceitei. Quando fui morar com eles, a Mariah estava se convertendo,comecei a ir na Sião com ela, Deus foi falando comigo, fui para o acampamento do Instituto Palavra da Vida, enfim, me entreguei pra Cristo=) Muitas emoções.

E desde então, como tem sido sua vida?

Não foi à toa que o Senhor permitiu que tanta coisa acontecesse comigo. Aprendi a ser paciente, a me importar com os outros, amar quem me faz mal, orar por quem nem conheço. Me esforço para ser obediente ao Senhor. Com tudo o que passei, e as tribulações que ainda passo, tenho abençoado vidas através do meu testemunho. Hoje em dia, se for da vontade de Deus que eu volte a morar em Macapá,sei que é para ganhar almas pra Ele lá. Meus amigos continuam no “mundo” ,minha familia ainda precisa conhecer o Deus a quem sirvo. Deus tem me modelado de tal maneira que só tenho a agradecer por Ele nunca ter feito a minha vontade. Eu sou muito limitada,e o Senhor nunca desistiu de mim.

Editado por Luciana Almeida

Anúncios
comentários
  1. Shanti Devi disse:

    O MELHOR E MAIS PURO TESTEMUNHO QUE EU JÁ VI. ESSA GAROTA REFLETE A EXISTENCIA DE DEUS. TE AMO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s