Yana Martins

Publicado: 17 , abril , 2011 , domingo em Seja bem-vindo!

No Seja Bem-Vindo desta semana, vamos conhecer a história da estudante Yana Martins, 16 anos, que é muito conhecida por ser espontânea e alegre. Ela conta que, apesar de ter nascido num lar cristão, nem sempre teve uma vida correta diante de Deus e de sua família. Há pouco tempo, ela decidiu abrir mão de toda a vida vazia que tinha para viver intensamente com o nosso Deus.

Yana, você nasceu num lar cristão, mas quando foi que você, por si mesma, resolveu viver uma vida firme com Cristo?

Viver uma vida com Cristo pra valeeeeeer… ano passado!(2010)

Como foi?

Nossa! Definir num texto curto é difícil, mas vou resumir pra ti. Como já disseste, eu já conhecia a Bíblia (muito bem por sinal), conhecia Jesus, e sempre frequentei a igreja, só que eu achava que tudo era uma brincadeira e era muito fraca na fé, em consequência, eu fui pro mundo mesmo. Não estava mais nem aí pra Deus, fiquei muito inconsequente.

Que coisas inconsequentes você fazia?

Os de sempre uahuahuah.  Eu ia pra festa, gostava muito de beber, cheguei a fumar por um tempinho. Não respeitava meus pais e mentia muito pra eles pra poder fazer tudo isso. Sem falar que por trás de tudo isso, eu tive depressão, o que me jogou num poço bem mais fundo.

Tão nova, e já bebia e fumava. Pouca gente sabia disso?

Claroooo. Na época, ninguém sabia. Só os meus “amigos” de festa. Mas meus amigos lá da Sião (Igreja Batista Sião), meus pais, acima de tudo, Deus, não desistiram de mim.

Na época de depressão, como você ficava? o que você sentia? via?

Eu sempre tava mal! sempre chorando pelos cantos, querendo me matar, dizendo que a vida era uma porcaria, que eu odiava tudo, que ninguém me amava. Hoje em dia, eu dou risada, vendo o quanto eu era ridícula. Enfim, eles não desistiram de mim, continuaram orando e investindo na minha vida, até que um dia, depois de ter saído com uns amigos, eu bebi muito e meus pais descobriram. Eles já estavam cansados de tudo isso, e eu idem. Eu não sabia mais o que fazer. Foi nessa época, que eu encontrei Jesus de verdade. Falei pra Deus que se Ele se importava comigo, se tudo aquilo que me falavam era verdade mesmo, eu dava minha vida pra Ele mudar e tirar de mim toda essa tristeza, e me dar alguma coisa, porque eu era vazia.

Essa conversa foi num acampamento ou em casa?

Em casa.

Em um dos acampamentos da Sião, você falou de cair e levantar… que muita gente não acreditaria em você, mas que veriam a mudança…. esse depoimento foi logo depois dessa conversa com Deus?

Ahaaam. Foi no Identidade!!! Dois meses depois. Ali, a minha vida já estava muito diferente. Meus pais já confiavam em mim de novo. Eu já estava me envolvendo na obra de Deus.

Desde então, quantas coisas já aconteceram na sua vida e o que as pessoas ao seu redor falam sobre você e para você?

Ah aconteceu muita coisaaaa. Eu trabalhei na equipe do Instituto Palavra da Vida em janeiro! Mas, a coisa mais legal que aconteceu, eu me lembro, foi logo quando a mamãe tava voltando a acreditar em mim, ela deixou eu voltar de ônibus sozinha da Sião. Eu fiquei MUITO feliz, porque estava vendo que ela estava confiando em mim de novo. As pessoas me tratam diferente, olham pra mim de um jeito melhor, confiam em mim pra fazer coisas. E eu sei que isso não é mérito meu. Nenhuma gota disso é graças a mim. Não sou naaaada mesmo, tudo vem de Deus.

Mas, viver a vida com Deus não é chata? por que é interessante viver com Ele? o que uma vida com Ele pode trazer para pessoas novas como você, numa época em que curtição, amores, amizades, são coisas tão atraentes?

Não existe isso de vida com Deus ser chata! É a coisa mais “diverlegal” que eu já fiz em toda a minha vida. Eu sei o que é felicidade de verdade. Eu vivo uma alegria que não dá pra explicar, que independe das circunstâncias. Já tive muitos problemas com isso de estar alegre e Deus ainda trata muito isso em mim.

Quando você conhece realmente o que é estar ao lado de Jesus, não tem mais como se importar com os prazeres do mundo. Dá pra enxergar o quanto isso tudo é banal e passageiro. E os amigos… posso te dizer que todos os que andavam comigo naquela época, me decepcionaram, e fizeram alguma coisa muito ruim pra mim, que eu tive que me afastar. Isso foi Deus me mostrando que de amigos, eles não tinham nada.

Muito bom!

E por fim, quem quiser ver um pouco dos trabalhos que você está desenvolvendo pra Deus, pode acompanhar as peças do Ministério de Teatro Palavra Encenada, não é mesmo?

Éee! =))) claro! O teatro está sempre ai pra quem quiser ver uhauhauha. Também estou no Ministério de Integração (Grupo que recebe pessoas na igreja para conhecê-las melhor e enturmá-las), nas reuniões da Unijovem todo sábado, e no Zion Camp que está chegando ai né? Uhul!

Obrigada pela entrevista linda! Deus te abençoe!

Editado por Luciana Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s