Gabrielly Marques

Publicado: 3 , abril , 2011 , domingo em Seja bem-vindo!

Nesta semana, vamos conhecer a história da consultora de vendas Gabrielly Marques, 33 anos. Famosa por suas gargalhadas, Gaby conta que não foi em meio a risos que se aproximou de Deus.

Gaby, como você se chegou a Deus?

Em 2006, uma amiga estava passando por uns problemas, e ela me chamou pra conversar, e me contou que havia se reconciliado com Deus e estava frequentando de novo a Igreja (Batista Sião). Depois que ela me falou tudo que havia acontecido com ela, eu disse pra ela ficar firme nos caminhos do Senhor e não desistir de Deus, e me prontifiquei a ir pra igreja com ela.

Interessante que na outra semana, minha mãe teve um aneurisma cerebral, e eu chorava muito, pois não acreditava que ela iria resistir.

Muitas vezes, mesmo sem compromisso nenhum na igreja, eu fui um grande incentivo pra essa minha amiga. Eu bebia todo domingo, e quando chegava perto do horário de ir para o culto, eu parava de beber e ligava pra ela, perguntando se ela iria pra igreja, pois eu ia com ela.

O que aconteceu nesse tempo?

 Com freqüência, eu estava indo para a igreja.  Deus foi falando muito comigo, e comecei a parar de beber. Aí, em fevereiro de 2007, fui para um acampamento de carnaval e conheci muitas pessoas, fiz novas amizades. Em março de 2007, eu aceitei a Jesus como Salvador da minha vida, e no dia 1º de abril de 2007, me batizei.

Engraçado que a minha tia era membro da Sião, e sempre me convidava para ir, mas eu nunca queria. A primeira vez que eu fui na Sião com a minha tia foi no dia da consagração do Pastor Jonatas, mas só dois anos depois foi que comecei a frequentar.

Como era sua vida na época das bebedeiras?

Eu bebia muito, mas nunca de cai por ai, ou dormi nos lugares. Vinha acordada pra casa kkk. Eu tinha pequenos momentos de felicidade, mas depois que tudo passava, sentia aquela tristeza. Uma vez, fui para uma boate com os amigos, mas me senti tão mal, tão mal, que fui embora antes de todo mundo. Senti um vazio tão grande, e estava muito animado lá, mas eu não, hoje eu sei o porquê desse vazio. Até que um dia, eu já estava frequentando a Sião, Deus falou profundamente comigo, o que eu estava fazendo com a minha vida, se era realmente essa vida que eu queria pra mim, ou uma vida limpa, uma vida em que Jesus estaria sempre comigo, uma vida com a verdadeira felicidade, paz, amor…

Hoje, como você está?

Hoje, tudo se fez novo. Passo por lutas, mas sei quem guerreia por mim e comigo: Jesus Cristo. Só me arrependo de não ter vindo logo, mas sei que vim no tempo que Deus quis. Com certeza, vale muito a pena.  Já vim do “mundo”, sei como é lá, e eu não quero mais aquela vida pra mim. Viver sem Cristo na vida é muito ruim, e vale muito a pena renunciar a própria carne e seus prazeres e viver intensamente com Jesus. Hoje, sei o que é ser verdadeiramente feliz, sem precisar de bebidas e outras coisas passageiras que o mundo oferece.

Editado por Luciana Almeida

Anúncios
comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s