Seja bem vindo – Retrospectiva

Publicado: 26 , dezembro , 2010 , domingo em Seja bem-vindo!

Entre os vários tipos de saudações que damos às pessoas que passam ao longo de nossa vida, destacamos uma delas que mostra o quanto estamos felizes em ver ou em receber alguém: o “Seja bem vindo! Desejar boas vindas a alguém não se limita a um recorte do tempo, como o “bom dia”, “boa tarde” ou “boa noite”, ou a uma cortesia impessoal, como um “oi”, mas se dilata e espalha sentimentos de alegria a passageira temporalidade de nossa existência na Terra.

O “seja bem vindo” pode parecer um simples cumprimento, mas dependendo de quem o recebe pode ganhar um aspecto semelhante à sensação da eternidade. Um “Seja bem vindo” meu irmão, meu amigo, meu futuro amigo, é uma saudação que é pra sempre e pra todos aqueles que se achegam ao corpo de Cristo, aos braços aconchegantes e calorosos do Pai.

No último Seja bem vindo do ano, mas não da RZion, recordamos algumas pessoas que foram entrevistadas nessa seção, profissionais, estudantes, esportistas, músicos, entre outros. Agradecemos a todas as pessoas que fizeram parte desse espaço de acolhimento e nos deram a oportunidade de conhecer um pouco a respeito de seus gostos e vocações. À todos, foi e é um prazer conhecê-los!

Suellen Cruz

A nossa primeira entrevistada da seção “Seja bem vindo”, Suellen Cruz, 27 anos. Passou por várias tribulações até chegar à Casa de Deus e sentir segurança. Suellen é uma super mamãe que gosta de curte o seu bebê, de 8 aninhos, e é viciada… em livros. E para quem pensa que mães não gostam de esportes, Suellen curte àquele futebol.

O que a Suellen achou da Unijovem a primeira vista: “Ahh..me apaixonei de cara. Fui muito bem recepcionada e isso nos dá segurança né?! Quando tudo é tão novo e você já é recebida como se já fosse de casa faz toda diferença”.

Pedro Afonso

Gosta de ficar em casa navegando na internet, assistindo filme, desenhos ou com o seu companheiro: o violão. Se acha meio louco e varia entre o tímido e o extrovertido. Pedro começou a freqüentar a Sião depois de conhecer o Projeto Zion.

Para quem não conhece o Pedro: “Aê galera que não me conhece que eu não conheço, venha me conhecer, eu sou chato, mas sou legal, e o melhor de tudo, é de grátis! Podemos crescer espiritualmente juntos. Se não crescermos podemos ficar do mesmo tamanho, mas nos ajudarmos a ficar de pé.”

Valéria Diniz

Participou no sábado passado da apresentação do coral da igreja e gosta de uma ministério em especial: o de louvor. Valéria sonha falar 7 idiomas diferentes e já começou com o inglês e o italiano.

O que podemos esperar da Valéria além de seu belo canto: “Uma amizade legal, uma irmã em Cristo!”.

Fernanda Nascimento

Apenas 14 anos e já teve uma das experiências mais importantes da sua vida, sua conversão, na sua própria casa: “Foi muito bom. Foi diferente. Eu senti paz”, contou Fernanda. A jovem se acha tímida, mas quando deixam-na falar…

Recadinho da Fernanda para os novos amigos da igreja: “Eu sempre estarei aqui para o que eles precisarem. Se eles precisarem ouvir alguma coisa… Mesmo que não gostem, eu vou falar.”

Jaime Moreira

Lutador de luta livre em stand by, já jogou vôlei, futebol, mas por enquanto está parado. Jaime gosta de ir ao cinema, sair pra clubes e jogar vídeo-game. O jovem começou a sentir a diferença de estar em Cristo na escola: “Agora, na escola, os professores começaram a elogiar meu comportamento, minhas notas, que aumentaram… isso porque há um tempo atrás, eu não prestava atenção nas aulas. E um dia desses me chamaram na coordenação só para elogiar a minha mudança”.

Robiespierre de Oliveira

Jovem militar convertido há três anos, veio de Recife para Belém no início desse ano, canta e toca bateria. Robespierre divide o tempo entre o período que passar na escola militar e a folga, quando aproveita pra vir à Igreja Batista Sião.

O que Robespierre faz nas horas vagas: “O meu computador é repleto de músicas, de vídeos, todo tempo que eu me sinto um pouco só eu procuro escutar as músicas pra a cada momento estar mais perto de Deus. Na quarta-feira nós temos o grêmio evangélico, lá nós nos reunimos pra conversar muitas coisas que vivemos na escola e até aqui mesmo na cidade, sobre as coisas que afastam os alunos de lá de Deus. Todo dia eu leio a Bíblia, antes de dormir eu oro”.

Natália Freitas

Estudante de Serviço Social, recém batizada, Natália gosta de ouvir música, assistir comédia romântica ou aventura. Entre seus cantores favoritos estão e Andre Valadão, Britt Nicole, Bola de Neve, Resgate, Third Day.

Recadinho da Natália: Só tenho a agradecer a todas as pessoas, pois me receberam muito bem e fazem com que eu me sinta uma pessoa especial. Agradeço a Deus por cada pessoa ali na Sião. São todos muito especiais.  Quem não me conhece, venha conhecer, eu amo conversar, falo muito quando deixam (risos). Espero crescer a cada dia mais na presença de Deus e, que a igreja continue me dando o apoio que tem dado. Espero servir a Deus a cada dia mais na igreja e em outros lugares. Acho que é isso!”.

Lucas Leite

Bem humorado e sorridente, Lucas, 17 anos, recebeu o convite pra conhecer a IBS durante o Encontro de Jovens com Cristo (EJC). D. Maria de Fátima, mãe de Lucas, é testemunha das mudanças que Deus tem operado na vida do jovem: “Agora, mesmo distante, eu posso dormir tranquila. Não me preocupo com festa, e as coisas que ele fazia antes. Tá mais tranquilo, tás sabendo entender a situação, tá mais obediente”

O que as pessoas podem esperar de Lucas: “Cara, comigo é sem bronca.Pode chegar, na boa!Sem tapa na nunca, não curto. IOUAEHIOUEHAOIUHEA. Podem esperar de mim, um moleque parceiro, gente boa, alguém que se pode contar…só que ás vezes esse é o meu maior defeito…por eu ser assim,acabo esperando que os meus amigos sejam assim também, e acabo me “frustrando” #miado”.

Nayara Aragão

Nayara, 15 anos, se converteu no Zion Camp de novembro de 2010. Contou com a ajuda do amigo Lucas pra de aprochegar a Deus. Uma garota simpática, “embora tímida”, gosta de dançar, tocar violão e ler.

O que espera dos amigos da IBS: “Eu não posso dizer que espero, mas já recebo aquilo que esperava…porque eles me fazem muito feliz!! muitooo!!!”.

Gabriel Di Cordeiro – O “Gabz”

Missionário, já morou em Curitiba (PR), Atibaia (SP), e agora está no Pará, no Palavra da Vida. Gabriel está há 6 meses no Estado e 3 na IBS.

Primeiras impressões do Pará: “Terra Quente… Jovens sedentos de Deus e dispostos a trabalhar para ELE… Pessoas tão receptivas como no Nordeste… Açaí de VERDADE!!!!”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s