Entrevista – Deus e o trabalho

Publicado: 25 , novembro , 2010 , quinta-feira em Pa-Pum

No Pa-Pum de hoje, entrevistamos o designer Adelmo Neto, jovem diácono de 26 anos da Igreja Assembléia de Deus, em Belém. Há quase 10 anos convertido ao Senhor Jesus, e há cinco trabalhando profissionalmente como web designer, Adelmo fala das dificuldades de evangelizar no trabalho, mas das grandes oportunidades que o cristão tem em ambientes como esse, a exemplo de transparecer Jesus por onde passar. “Nossa juventude e energia devem ser utilizados em prol daquele que nos deu a vida!”, afirma Adelmo.

RevistaZion: Adelmo, convertido há quase 10 anos, e trabalhando há 5….como você faz para conciliar a vida cristã e o trabalho?, já que você também é diácono na igreja.

Adelmo: No início da minha experiência profissional, como todo jovem estudante que começa a estagiar, fiquei fascinado com as possibilidades de trabalho e crescimento profissional, o quanto poderia aprender etc…e isso gerou em mim um grande conflito, pois o desejo de crescimento profissional começou a disputar meu coração e o centro da minha vontade com o servir a Deus.

Comecei a faltar os cultos e até deixei de desfrutar bons momentos de comunhão com meu círculo de amizades da igreja. Depois de dois anos, algumas circunstâncias, que creio eu, Deus proporcionou, colocaram de volta as coisas no lugar na minha vida. Desde lá, graças a Deus, tenho dado prioridade ao Reino, a construir um relacionamento com Deus e com a igreja. Ao mesmo tempo, tenho crescido profissionalmente, construindo uma carreira sem conflitos de prioridades e reconheço que consegui crescer muito mais assim. Posso dizer que superei essa dificuldade, mas devemos ficar vigilantes para não deixar um ídolo ser formado em nosso coração. Além disso, coincidentemente (sabemos que não é coincidência) sempre tenho uma demanda de trabalho equivalente à quantidade de tempo disponível na semana. Quando alguma atividade me ocupa muito na igreja, aparece pouco trabalho. É incrível!

RZion: Jesuscidência!

Adelmo: É isso aí

RZion: Em relação a comportamento no trabalho. Dá pra fazer isso no ambiente de trabalho? devemos deixar para saída ou almoço? Enfim, qual é o melhor momento pra falar?

Adelmo: Acredito que o melhor momento é quando não estamos falando. É aquela velha máxima que todo cristão já sabe: testemunhe com atitudes e não com palavras. Acho que a mesma regra que vale pra evangelizar a própria família, vale também para o ambiente de trabalho, que não deixa de ser um espaço de convívio semelhante ao ambiente familiar. Confesso que não tenho me esforçado o suficiente e tenho deixado a minha missão como cristão muito em segundo plano no ambiente de trabalho, infelizmente. Mas, mesmo assim, todos percebem, pelo meu estilo de vida e comportamento, que sou cristão (evangélico). E o melhor momento para testemunhar com palavras é o momento que você é solicitado, quando você sabe que pode utilizar o assunto ou pergunta durante uma conversa para introduzir uma passagem bíblica.

O segredo é estar atento a hora que sempre vai aparecer. E estar preparado.

RZion: Você já teve experiências como essa, em que pode aproveitar?

Adelmo: Sim. Posso dizer que tive inúmeras oportunidades, mas só poucas foram convertidas em experiências (no caso as que decidi aproveitar). Tem um versículo na epístola de Pedro que diz: “… e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós”. O versículo exemplifica bem o que acontece com o crente. Não tem jeito! você pode estar bem com Deus ou não. Um dia, alguém vai te questionar, vai estar te pedindo, implicitamente, por meio de uma situação “fala de Deus pra mim”. Já tive experiências de passar um tempo batendo papo explicando o plano da Salvação pra colegas de trabalho e depois ouvi-los sobre o que acreditam ou acham sobre Deus, o mundo espiritual, etc, mas sempre no fim do expediente ou intervalos, hehe.

RZion: No colégio, na faculdade, isso também vale, não é mesmo?

Adelmo: sim. Com certeza. Em qualquer ambiente de convivência, até no ônibus.

RZion: Era difícil pra você ser cristão na faculdade?

Adelmo: Bom, Luciana, meu caso é meio atípico. Te confesso que hoje eu tenho mais problemas do que na época de faculdade. Como era novo convertido quando entrei na faculdade, estava com todo o vigor do primeiro amor. Não tinha bloqueios para testemunhar minha fé, também porque o campus aonde estudava era bem tranquilo, não tinha o universo de possibilidades e pessoas como na UFPA. Mas, resumindo, hoje eu vivo conflitos em outras áreas da minha vida e naquela época, lidava melhor com elas, sou um caso atípico.

RZion: Que mensagem você deixa para o jovem cristão que tem tido dificuldades na escola, na faculdade ou no trabalho? A luta não termina na terra…sempre a teremos não é mesmo?

Adelmo: Todo jovem deseja encontrar um ideal, uma razão pela qual gastar sua energia acumulada, para oferecer o seu fôlego de vida. Todo jovem deseja ardentemente encontrar algo que justifique a sua vida e o uso de sua força. Por essa razão, nossa juventude, vigor e energia são disputados por muitos amores nessa fase da vida.

Muitos inclinam seu coração ao sexo, vícios, a causas sociais, curtir a vida, ou a uma carreira profissional, como eu fiz um dia, acreditando estar encontrando o seu ideal de vida. Mas o segredo está em não trocar a nossa primogenitura (salvação) por um prazer temporário do mundo. Nenhuma dessas coisas ou qualquer outra é capaz de pagar o valor daquilo que temos a oferecer, a nossa mocidade, a nossa alma. Por essa razão, o Pai Celestial nos comprou por bom preço, com preço de sangue, o sangue do seu Filho unigênito, para que nos possamos compreender que só Ele nos valoriza de verdade e só pra Ele vale a pena entregar sua vida, energia e pensamentos.


Imagem extraída do blog da Igreja Betel Brasileiro.

Editado por Luciana Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s