História decidida por Deus…

Publicado: 22 , novembro , 2010 , segunda-feira em Vou contar...

A ação de Deus na vida dos seus filhos é maravilhosa, a partir do momento em que você se rende, Ele age de uma forma tremenda. Ele pode tudo, basta você querer e abrir o seu coração.

Tudo começou quando minha irmã me convidou para o acampamento Jovens Acima da Média (2 Tim. 2: 15) que seria realizado no finalzinho de março do ano de 2008. Antes disso, eu já frequentava a Batista Sião há um tempo e já conhecia uma parte da galerinha, porém, eu ainda não era batizada e não estava firme no Senhor, frequentava mais por gostar, me sentir bem e por ter pessoas das quais eu gostava de estar perto. Foi quando eu aceitei o Senhor como o meu único e suficiente Salvador em 2007. Não me lembro da data ao certo, mas foi quando a cantora Cristina Mel visitou a IBS. Acho que se não fosse com o apoio de amigos como Káyra Matos, Andréa Cunha e principalmente da minha irmã, Suellen, eu estaria no mundo, com certas amizades e levando uma vida totalmente errada aos olhos do Pai. Sou muito grata ao Senhor por ter enviado pessoas para me mostrar o Seu caminho e por ter me dado uma irmã que na época era que nem chiclete no meu pé (huahua). Eu agradeço muito a Deus pela vida dela.

Quando ela me convidou, eu não queria aceitar, não por não querer ir, mas porque iria entrar em época de provas e tinha que estudar. Foi quando eu comecei a ver que Deus já estava agindo em minha vida há um tempo e que
Ele continuava agindo. Depois de tanto minha irmã insistir para eu ir (“Tu nunca foi para um acampamento da igreja, vai ser legal, tu vai perder…”) e eu não querendo ir dizendo que tinha que estudar. Finalmente, com muito espanto, resolvi aceitar o convite da minha irmã, quando minha mãe disse – “Vai menina, tu só ficas em casa, não sai.” Eu disse – “Mas tenho que estudar, eu não posso tirar nota baixa.” Quando ela falou uma coisa que eu não esperava ouvir da boca dela – “Vai logo, se tu tirar nota baixa tu recupera depois, não tem problema.” Eu fiquei de boca aberta, como diz o Cabloco do sertão (huahua). Não fiquei surpresa por ela ter falado que não tinha problema tirar nota baixa no colegial, até porque a minha mãe nunca foi de pegar no nosso pé em relação a isso, mas por ela querer tanto que eu fosse que até falou isso. A minha família não é AINDA convertida, apenas a minha irmã Suellen e eu que somos de casa. Na família da minha mãe, uns já se converteram para glória do Senhor Jesus e cremos que outros também irão se converter, não só da família da minha mãe, mas do meu pai principalmente.

Então, fomos para a igreja, pois como sempre, saímos todos de lá no “busão” para o acampamento. Quando estávamos no caminho, com toda aquela baderna principalmente dos meninos no ônibus, conheci o Guilherme, mas não pense que foi conhecer de conversar e tal, que não foi não, ele era muito tímido e calado. Essa foi a primeira vez que eu o vi, mas nem dei muita bola para isso, o Alex nos apresentou e só. Aí, a minha irmã começou a me falar sobre ele (“Ele é irmão da Bia sabia?). Fazia um tempo que já estava na IBS, só que eu não o havia visto e nem ouvido falar dele, apesar de conhecer a Bia (irmã dele). Diz ele que na época não estava indo muito a igreja, pois estava estudando para o vestibular.

Já no acampamento, ele sempre ficava mais com o Alex e a Suellen na hora do café, do almoço, do jantar e nos cultos, e aí consequentemente ficava perto de mim também. Não sei se isso era truque de mestre (huahua). Foi quando uma vez no culto pela manhã, acho que no segundo dia, ele estava sentado do meu lado e na hora da oração e do clamor, ele teve uma visão, não lembro muito bem como era, acho que ele também não, mas ele via seis anjos, três de um lado e três do outro, tinham asas diferentes, uns com seis, outros com menos e no meio de todos havia um trono com águas que jorravam do mesmo, eu me lembro que Deus também havia falado alguma coisa para ele sobre a igreja. Ele chorava tanto do meu lado, mas até do que eu, eu por não ter muito tempo na igreja e a IBS ser “reservada” em relação a línguas estranhas, profecia, visões e outros em meio ao culto. Eu não entendia muito bem essas coisas. Então, depois quando acabou o culto pela manhã e fomos almoçar (me lembro de tudo como se fosse hoje) eu, Suellen e Alex fomos até ele com o objetivo de saber mais detalhes sobre o ocorrido. Esta foi a segunda vez que nos olhamos, só que este segundo olhar não era mais comum e rápido que nem o primeiro era diferente e mais duradouro, porém de espanto com tudo que estava acontecendo e que eu estava vivenciando. A minha irmã e eu estávamos no mesmo quarto, como sempre ficamos, e ela sempre o elogiava, o colocava lá em cima. E ele também dormia próximo ao Alex e ficava perguntando várias coisas sobre mim e ficavam conversando antes do dormir. Lembro-me que neste acampamento existia uma espécie de “Orkut”, eram umas cartas pregadas na parede com o nome de cada um, no qual poderia colocar o seu recadinho para um amigo. E eu esperando que ele escrevesse algo para mim, nada =( , todos do meu quarto e até de fora escreveram, mas ele não escreveu nada. Quando voltamos do acampamento, ele me adicionou no Orkut e pediu meu MSN, foi aí que começamos a nos falar melhor. Pela timidez dele, só com o monitor nos dividindo que ele falava (huahua). Contei a ele que eu tinha um namorado, só que já estava mais pra lá do que pra cá, que eu estava querendo terminar enfim… nós não só nos conhecemos como também eu desabafei com ele. Ficávamos conversando pela internet até tarde. Eu ia a igreja só e ele me levava até a parada. A minha irmã que brincava comigo quando me via falando com ele no computador até tarde, e eu não querendo assumir que estava sentindo algo, falava que não era nada demais, era só mais um amigo. Um dia antes de dormir, ele me mandou um versículo bíblico, não lembro qual era o capítulo, lembro apenas que era em Deuteronômios, e pediu para que  orasse, e eu sem entender nada (Orar? Mais por que? Por quem?) e também sem perguntar nada a ele, orava para que Deus me desse uma direção, que me desse força e coragem para largar o restante das coisas que ainda me aprisionavam neste mundo, como o namorado, certas amizades e enfim. Apesar de não entender o que estava acontecendo, de estar junto ao Pai e não ter ainda aberto mão de certas coisas, eu entendia muito bem qual era a boa, perfeita e agradável vontade do Senhor e estava disposta a cumpri-la custasse o que custar.

Então, eu terminei o meu namoro de vez, fui me afastando aos poucos de algumas amizades, porém outras ficaram, continuam e são hoje do Senhor também. Já se passava mais de uma semana, que parecia mais uma eternidade, pois durante uma semana, tanta coisa havia acontecido. Depois de termos nos conhecido e começado a gostar um do outro, começamos a orar pela confirmação do Senhor, começamos a sentar juntos na igreja e orávamos, foi quando todos ficaram sabendo e a maioria torcendo e orando também, principalmente os mais próximos de nós. Ficamos orando e no outro fim de semana, depois do culto conversamos e então ele me disse que Deus havia confirmado e perguntou para mim, e eu falei também que sim, só que aquele sim foi mais por querer, desejo, pois eu estava mais perdida do que agulha no peneiro.

Depois de um tempo que estávamos namorando, eu me batizei nas águas, estava muito agradecida a Deus por tudo que ele havia feito, pois dentro de um mês, Ele havia mudado a minha vida drasticamente para muito melhor. Só que o agir dEle ainda não havia acabado, havia muito mais a ser feito e moldado em mim.

Foi quando depois de um ano de namoro, mais ou menos, nós nos separamos e ficamos quase seis meses longe um do outro. Eu passei a freqüentar outra igreja, a CEIA e o Guilherme, continuou na IBS. Durante este intervalo de tempo, muitas coisas aconteceram, e vi nestas coisas o agir tremendo de Deus, foi tudo maravilhoso. Um dia, quando eu estava voltando da aula, acho que era em uma terça, o Senhor falou comigo no ônibus, disse para eu ligar para o Guilherme e marcar um encontro com ele na igreja, eu sem entender nada perguntava – “Porque eu farei isso Senhor? O que eu vou falar com ele? Já faz tanto tempo que estamos longe um do outro.” Acho que Deus deixou que tudo isso acontecesse para confirmar para mim que era a vontade dele o meu namoro com o Guilherme, pois o Guilherme já tinha certeza disso e só fazia orar para que eu o procurasse. Daí em diante eu não consigo explicar, foi Deus mesmo. Ele foi quem me deu coragem, me levou até ao encontro com o Guilherme e pronunciou as palavras da minha boca do inicio ao fim. Às vezes, eu nem acredito que voltamos. Hoje eu sei que Deus é o principal motivo por estarmos juntos durante dois anos e meio, já não me preocupo com mais nada que venha a ocorrer, pois sei que toda a minha vida está nas mãos do meu Pai Celestial e que Ele é muito poderoso. Hoje, posso afirmar isso, pois vi o agir dEle na minha vida e sei que verei ainda mais, pois todas as Suas promessas irão se cumprir, Ele é Fiel. Posso dizer com toda a certeza: Deus mudou a minha história!

Jéssica Richene, 18 anos, estudante.

Anúncios
comentários
  1. Carolina Paiva disse:

    Linda história mesmo!!Tenho certeza de que será um grande testemunho para todos que tem passado por lutas nessa área da vida ^^
    bjss Jessica,vc é especial pra mim :**

  2. Vivi disse:

    Uau q liiinda essa história!!! seeempre gostei mt de vc Jéssica, posso te afirmar q vc mora no meu coração. Deus abençoe esse belo casal!!!

  3. Jéssica Richene disse:

    Oi!!
    Obrigada, meninas… Deus é capaz de tudo, Ele move montanhas quando é para fazer o Seu querer. Aprendi que os meus sonhos, às vezes, não são os sonhos de Deus para minha vida… e que os dEle são maiores e bem melhores que os meus. Então espere, confie e acredite nEle! =
    Bjkas!

  4. Guilherme disse:

    Eu sou até suspeito de falar (rsrrssr). Obrigado mais uma vez mô por fazer parte da minha vida e por estar presente comigo nas lutas e dificuldades.
    TE AMO

  5. José Pontes Júnior disse:

    Bela história! O melhor de Deus ainda está por vir na vida de vocês!! Um grande abraço!

  6. Suellen Cruz disse:

    Que lindooo!
    Amo esse casal!
    A Jéssica é uma das pessoas mais doces que conheço.
    Que Deus abençoe grandemente a vida de vcs.
    Beijão.

  7. Nooossaaaa… que testemunho liiiiiiiiindo… ainnnnn… até fiquei inspirada… hahaha… glória a Deus!!! Que o Senhor abençoe vcs…

  8. Bianca Soares disse:

    Aeeee Cunhada, arrasou.
    Que lindo este testemunho. Que Deus continue abençoando mais e mais sua vida.
    Você é uma benção para nós.
    Beijão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s