Livro cristão fala de Edward Cullen

Publicado: 11 , setembro , 2010 , sábado em Cultura Gospel

Por que a série de Crepúsculo chama tanto a atenção de jovens e adolescentes pelo mundo todo? No livro Edward Cullen não existe! Príncipes existem!, a escritora cristã Tânia Gonzáles traça o perfil do vampiro Edward Cullen, da saga Crepúsculo, de Stephenie Meyer. Ela mostra que, apesar das qualidades do “vampiro do bem”, existem outras razões para que uma jovem cristã não namorasse alguém como o personagem, caso ele existisse.

Ao contar a história de dois personagens envolvidos em várias situações do dia-a-dia de qualquer igreja evangélica, a autora consegue prender a atenção dos leitores pelo conteúdo leve e descontraído desse romance. Ana e Alexandre, jovens de uma igreja da capital paulista, descobrem o amor verdadeiro, enquanto Beth, professora da Escola Bíblica Dominical, lista durante várias aulas as características do personagem Edward Cullen.

De sua casa em São Paulo, com uma bebê recém-nascida, Tânia Gonzáles, que á autora de mais dois livros Suzana, Letícia, Paula e Lúcia – uma história de dor, amor e perdão, e de Pausa,  conversou com a Revista Zion por email, sobre o livro que está disponibilizado somente na internet e que já foi lido por mais de 2 mil pessoas só por meio do site Scribd, e por outras 2 mil no Bookess. Leia a entrevista.

Como surgiu a ideia de fazer o livro Edward Cullen não existe!Príncipes existem?

A ideia de escrever surgiu no início do ano de 2009.  Depois de assistir ao filme “Crepúsculo”, comecei a ler os livros para saber como iria terminar o romance de Edward e Bella. Li vários comentários de garotas sobre o protagonista do livro e algumas falavam sobre a decepção delas com os garotos de hoje. O desejo delas é que eles sejam mais atenciosos. Elas gostariam de encontrar alguém especial. Edward Cullen para elas é o rapaz ideal. Notei que muitas garotas evangélicas também tinham a mesma opinião. Antes de terminar de ler toda a série, comecei a escrever o livro “Edward Cullen não existe! Príncipes existem!”. A minha história surgiu de maneira tão natural que eu só posso dizer que isso é “coisa” de Deus. Depois que terminei, eu pensei: não adianta nada escrever e deixá-lo aqui só para mim. Então, disponibilizei pela internet (Bookess) e depois coloquei também no Scribd.

A senhora leu os quatro livros série? qual a sua opinião sobre as publicações?

Li por curiosidade, apesar de não gostar de livros sobre vampiros. Eu queria saber qual o motivo das meninas gostarem tanto do protagonista. Depois que surgiu a ideia de escrever o meu livro, eu continuei a leitura porque eu precisava conhecer bem o assunto. A minha opinião sobre a série? Através das aulas da professora Beth você pode conhecer o que penso. Mas para quem ainda não leu o meu primeiro romance gospel, eu vou tentar responder resumidamente. A palavra chave em tudo na nossa vida é equilíbrio. Eu sei muito bem que não adianta dizer para as adolescentes e jovens não lerem e também não assistirem aos filmes da série. Existem líderes que diriam para elas não assistirem e não lerem este tipo de coisa. Eles diriam que é prejudicial e ponto final. Mas adiantaria? Não. O que os jovens precisam é de orientação e compreensão. É necessário entender o que chama a atenção deles neste tipo de história. O que atrai na série é o romance dos protagonistas e em especial a maneira de Edward tratar Bella. Então, precisamos orientá-los a não exagerarem no interesse por esse tipo de leitura, que eles saibam fazer a distinção entre o bem e o mal, e entre a ficção e a realidade. Os jovens devem tomar muito cuidado com os seus relacionamentos. No caso de Edward e Bella há um exagero nos sentimentos que é muito prejudicial. Que haja equilíbrio sempre. Uma dica: preste bastante atenção ao tempo que você dedica a certas atividades e veja se você não está exagerando. Isso vale para o namoro, para o tempo que se gasta em jogos, internet, livros… seja sábio ao usar o seu tempo.

Os seus personagens revelam traços reais de jovens cristãos que esbarramos diariamente nas igrejas. A senhora se baseou nessa experiência do seu dia-a-dia, ou em depoimentos de amigos?

Quando eu tinha 20 anos, dei a minha primeira aula na EBD para a classe de jovens. Depois disso foram vários anos trabalhando na escola bíblica. Participei do grupo de jovens durante muitos anos; fui secretária e o meu marido foi líder. Só saí quando fiquei grávida. Quando a minha filha Juliana estava com dois anos, meu marido recebeu a responsabilidade de dirigir uma pequena igreja e ficamos trabalhando lá por dois anos e meio. O dia-a-dia com as pessoas nos ensina muita coisa.  Meus personagens são frutos da minha imaginação, mas as situações que eles enfrentam acontecem diariamente.

O livro certamente busca dar ao jovem cristão alternativas de entretenimento ao mesmo tempo em que ensina importantes princípios bíblicos. O que a senhora buscou levar para esse público e que respostas já recebeu em relação a isso?

Em meu primeiro romance eu citei livros, filmes e músicas com importantes mensagens para transmitir. Eu li os livros que indiquei, assisti aos filmes, e as músicas são aquelas que eu gosto de ouvir. Um dia eu recebi um e-mail de uma jovem que disse que meus livros fizeram a diferença na vida dela, outra relatou que a história da protagonista de um dos livros tinha muitas semelhanças com a vida dela e uma terceira disse que gostaria de ter meu livro em mãos para que as amigas dela pudessem ler e conhecer o relacionamento de Alexandre e Ana, por ser um exemplo. Isso é gratificante, pois é exatamente este o meu objetivo. Eu comecei a escrever em um período da minha vida em que eu sentia a necessidade de fazer algo, pois por causa da distância, eu só participo do culto de domingo. Um dia eu pensei: posso usar a internet para alcançar muitas pessoas. A internet é uma classe da EBD sem limites. Agradeço a Deus por este poderoso instrumento. Recebo comentários e e-mails de pessoas de diferentes lugares: Brasília, Minas Gerais, Curitiba, Amapá, Rio de Janeiro, Belém do Pará…

Quais são os momentos altos e os baixos de escrever um livro?

Escrever um livro exige muita dedicação. São horas e horas imaginando, pesquisando e digitando, mas quando você termina a sensação é maravilhosa. E quando você recebe o retorno dos leitores? A sensação é mais maravilhosa ainda!

Se você perguntar para um escritor que já tentou por várias vezes publicar, ele vai dizer que é frustrante. O livro está pronto, mas você não consegue uma editora que aceite publicar. No meu caso, eu só disponibilizei meus livros pela internet, fiz um registro como editora-autora na Biblioteca Nacional para ter o ISBN em meus livros, mas ainda não entrei em contato com nenhuma editora. É claro que eu gostaria que eles fossem publicados de maneira tradicional, pois assim eu alcançaria mais leitores e também porque quando você diz que é escritora, mas os seus livros só podem ser lidos pela net é complicado, alguns só entendem se tiver o seu livro em mãos. Eu sei que muitos não gostam de ler pelo computador.  Alguns leitores já me questionaram sobre isso. No momento, a única maneira de ter os meus livros em mãos é através do Clube de Autores que imprimem conforme pedido:

http://clubedeautores.com.br/book/7779–Edward_Cullen_nao_existe_Principes_existem

http://clubedeautores.com.br/book/12061–Suzana_Leticia_Paula_e_Lucia

Para leitura on-line ou download no Scribd:

http://www.scribd.com/doc/22926757/livro-Edward-Cullen-nao-existe-Principes-existem-pdf

http://www.scribd.com/doc/30905342/Livro-Suzana-Leticia-Paula-e-Lucia-uma-historia-de-dor-amor-e-perdao

No Bookess:

http://www.bookess.com/read/1596-edward-cullen-nao-existe-principes-existem/

Já tem mais livros na ponta da caneta?

Estou escrevendo meu terceiro romance. Pretendia terminá-lo antes da Carol nascer, isso não foi possível, mas em breve espero concluí-lo. É uma história muito emocionante. Em meu segundo romance, conto a história de quatro garotas, mas desta vez o destaque é para a vida de um rapaz.  E já tenho a ideia para o quarto livro. Eu acho incrível como as histórias surgem. Quando comecei, nem poderia imaginar que seria assim. Antes de terminar uma história já tem outra querendo ser contada. E agora eu já tenho leitores esperando pelos próximos livros e isso é ótimo.

Por favor, deixe um recado para os leitores da Revista Zion impressa e online.

Agradeço a Deus por esta oportunidade tão especial de falar aos leitores do blog e da revista Zion.  O meu abraço a todos que trabalham para a realização desta revista e meu agradecimento especial a Luciana por entrar em contato comigo.

Mais sobre a autora: Tânia Gonzáles, 39 anos, é uma dona de casa que escreve nas horas vagas. Nasceu em São Caetano do Sul, uma cidade bem próxima de São Paulo, mora atualmente na capital paulista, e é membro da Igreja Assembléia de Deus. Casada há [quase] 13 anos, Tânia tem duas filhas: Juliana, de 7 anos, e Caroline, de 1 mês.

Fale com ela! gonzalestania.gonzales@gmail.com

Outro livro que também faz referência aos livros da saga Crepúsculo é “A sedução do Crepúsculo” (128 pgs. 2010), do escritor Dave Roberts, traduzido no Brasil por Helena Klassen. O foco do autor é explicar os quatro livros da série sob a ótica cristã. A editora Mundo Cristão disponibiliza em seu site 18 páginas do livro, que podem ser acessadas em http://www.mundocristao.com.br/produtosdet.asp?cod_produto=10776&cod_categoria=160

Editado por Luciana Almeida

Anúncios
comentários
  1. tayane disse:

    eu li o seu livro. amei ele!eu gostei muito. vc merece ter a chance de publicar seu livro. eu estarei orando para vc alcançar seus objetivos. Deus está contigo. vc muitas vezes naquele livro falou diretamente comigo. fez eu corrigir meu erro e pedir perdão ao Senhor por ter caido na tentaçao!muito obrigada que DEUS te ajude!”Quanto mais conhecemos, mais amamos.” Leonardo da Vinci eu te amo

    • Tânia Gonzales disse:

      Tayane, é muito bom saber que o meu livro edificou a sua vida. Li o seu comentário hoje e agradeço pelas suas orações. Que Deus continue abençoando a sua vida. Meu agradecimento especial a todos os leitores. Um abraço.

  2. Nayana disse:

    São ótimos livros, de um conteúdo leve e profundo ao mesmo tempo. Como escrevi na resenha que fiz e para a própria Tânia, aqueceu meu coração. Sem dúvida vai aquecer muitos outros corações, e que venham os próximos livros.

  3. Cíntia Mara disse:

    Ótima entrevista. Já li e resenhei os dois livros da Tânia e também publiquei uma entrevista com ela no meu blog. Agora estou aguardando o próximo, fiquei curiosa ao saber que o protagonista é homem.

  4. Luciana Almeida disse:

    Verdade! Também achei isso. É uma leitura tão leve né? e edificante. Certamente, os teens vão gostar e os jovens romanticamente assumidos como eu, também. rs

  5. Quando vi a notinha “Livro cristão fala de Edward Cullen”, logo fiquei curiosa para saber do que se tratava… ao ver o título do livro “Edward Cullen não existe! Príncipes existem!” pensei comigo, o que um livro como este pode me trazer de interessante?! Como não busco criar opiniões de nada que vejo sem conhecer, fui buscar saber do que se tratava… e fiquei surpresa… não conhecia o livro nem a autora… achei interessante a forma como o tema ‘relacionamento’ foi abordado no livro, de forma simples, objetiva e real à luz da Palavra… um típico romance, mas dentro da ótica cristã… muito bom e sem sensuras apológicas (só lendo a estória para entender o que quis dizer com isso)! Parabéns aos que ‘caçaram’ e encontraram essa obra… certamente divulgarei em outras igrejas que conheço, principalmente que tem atividade forte com adolescentes. Para o gênero literário e enredo, os ‘teens’ de forma geral, iriam curtir bastante! Muito sábia a postura da autora sobre certos pontos polêmicos que ficam claros no livro, como ler livros não cristãos, ainda mais tratando-se de vampirismo; melhor ainda foi a forma como ela conseguiu repassar isso através da literatura. Nota 10! Vale a pena conferir!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s